Estreias da Semana nos Cinemas

Confira os filmes que chegam hoje (dia 18 de Janeiro) nas telonas.

Django Livre

Django (Jamie Foxx) é um escravo liberto que, sob a tutela de um caçador de recompensas alemão (Christoph Waltz), parte para encontrar e libertar a sua esposa (Kerry Williams) das garras do fazendeiro Calvin Candie (Leonardo DiCaprio). Indicado ao Oscar de filme, roteiro original, fotografia, edição de som e ator coadjuvante (Waltz).

Faroeste – (Django Unchained) EUA, 2012. Direção: Quentin Tarantino. Elenco: Jamie Foxx, Christoph Waltz, Leonardo DiCaprio, Kerry Washington, Samuel L. Jackson, Don Johnson, Kerry Williams, James Remar, Walton Goggins. Duração: 165 min. Classificação: 16 anos.

O Último Desafio

Um solitário xerife de fronteira (Arnold Schwarzenegger), ao lado de seus assistentes, tem a missão de impedir que um chefão do narcotráfico (Eduardo Noriega) em fuga pelos EUA chegue à fronteira mexicana em um super-carro, a 300 Km/h.

Ação – (The Last Stand) EUA, 2013. Direção: Kim Jee-woon. Elenco: Arnold Schwarzenegger, Forest Whitaker, Johnny Knoxville, Eduardo Noriega, Luis Guzmán, Jaime Alexander, Harry Dean Stanton, Zach Gilford, Rodrigo Santoro. Duração: 107 min. Classificação: 14 anos.

Amor

Um casal francês octogenário precisa ajustar sua rotina quando ela tem um derrame que limita seus movimentos e ele passa a viver em função dos cuidados médicos dela. Indicado ao Oscar de melhor filme, filme estrangeiro, diretor, roteiro original e melhor atriz (Emmanuelle Riva).

Drama/Romance – (Amour) França/Alemanha/Áustria, 2012. Direção: Michael Haneke. Elenco: Emmanuelle Riva, Jean-Louis Trintignant, Isabelle Huppert, Alexandre Tharaud, William Shimell. Duração: 127 min. Classificação: 14 anos.

Sammy: A Grande Fuga

Continuação da aventura da tartaruga marinha Sammy, que é capturada por humanos e levada para um aquário submarino. Com exibição em 3D.

Animação – (Sammy’s Avonturen 2) Bélgica, 2012. Direção: Vincent Kesteloot, Ben Stassen. Vozes: Wesley Johnny, Isabelle Fuhrman, Billy Unger. Duração: 92 min. Classificação: livre.

 

 

 

O Homem Mais Procurado do Mundo

Baseado na ação real da CIA, em parceria com os membros das forças especiais do exército dos EUA, para encontrar o terrorista Osama Bin Laden no Paquistão.

Ação – (Seal Team Six: The Raid on Osama Bin Laden) EUA, 2012. Direção: John Stockwell. Elenco: Cam Gigandet, Anson Mount, Freddy Rodríguez, Xzibit, Kathleen Robertson, Robert Knepper, Eddie Kaye Thomas. Duração: 117 min. Classificação: 14 anos.

Fonte: Omelete

{lang: 'pt-BR'}

Sangue Quente ganha 5 cartazes

Já foram divulgados 5 cartazes individuais do filme Sangue Quente.

Baseado no livro de mesmo nome, a trama se desenrola em um cenário pós-apocalíptico,  onde o zumbi R (Nicholas Hoult) passa por uma crise existencial e criando laços de amizade com uma humana chamada Julie (Teresa Palmer), uma de suas vítimas por quem acaba se interessando amorosamente. O problema é que este relacionamento acaba causando uma reação em cadeia em outros mortos-vivos, mas o general Grigio (John Malkovich) não está interessado neste tipo de mudança e sim no total extermínio da ameaça zumbi.

Com direção e roteiro de Jonathan Levine (Tudo por Ela), Sangue Quente estreia em 1º de fevereiro de 2013.

Quem ainda não conhece o livro pode aproveitar e dar uma olhadinha na resenha do LCC

=)

{lang: 'pt-BR'}

Estreias da Semana nos Cinemas

Confira os filmes que chegam hoje (dia 30 de Novembro) nas telonas.

A Origem dos Guardiões

Baseado na série de livros de William Joyce, The Guardians of Childhood, o filme reúne ícones das fábulas e dos contos de fada. Jack Frost, o Papai Noel, o Coelhinho da Páscoa, a Fada dos Dentes e Sandman juntam forças para derrotar Breu, o Bicho Papão, um antigo espírito que tenta afundar o mundo nas sombras eternas.

Animação/Infantil – (Rise of the Guardians) EUA, 2012. Direção: Peter Ramsey. Duração: 97 min. Classificação: livre.

 

Os Penetras

Beto e Marco, dois caras totalmente opostos, passam por tudo o que pode dar certo ou errado no louco Réveillon carioca, à procura de Laura, namorada de Beto e cobiçada por Marco.

Comédia – Brasil, 2012. Direção: Andrucha Waddington. Elenco: Marcelo Adnet, Eduardo Sterblitch, Mariana Ximenes, Stepan Nercessian, Susana Vieira, Babu Santana, Andrea Beltrão, Luiz Gustavo, Luís Carlos Miele, Elena Sopovas. Duração: 94 min. Classificação: 14 anos.

 

O Homem da Máfia

Jackie Cogan (Brad Pitt) é um matador contratado para investigar um assalto a um jogo de pôquer de alto nível, que acontecia sob a proteção da máfia de Boston.

Policial – (Killing Them Softly) EUA, 2012. Direção: Andrew Dominik. Elenco: Brad Pitt, Scoot McNairy, Ben Mendelsohn, James Gandolfini, Richard Jenkins, Vincent Curatola, Ray Liotta, Trevor Long, Max Casella, Sam Shepard, Slaine, Linara Washington. Duração: 97 min. Classificação: 16 anos.

Holy Motors

Monsieur Oscar, figura misteriosa, trafega por Paris numa limusine cumprindo compromissos.

Fantasia – França, 2012. Direção: Leos Carax. Elenco: Denis Lavant, Edith Scob, Eva Mendes, Kylie Minogue, Michel Piccoli, Elise Lhomeau, Jeanne Disson. Duração: 115 min. Classificação: 14 anos.

 

 

 

Celeste e Jesse para Sempre

Um jovem casal tenta manter a amizade entre si e namorar outras pessoas enquanto lida com seu divórcio.

Romance – (Celeste and Jesse Forever) EUA, 2012. Direção: Lee Toland Krieger. Elenco: Rashida Jones, Andy Samberg, Ari Graynor, Eric Christian Olsen, Rebecca Dayan, Elijah Wood, Will McCormack, Chris Messina, Emma Roberts, Rob Huebel. Duração: 92 min. Classificação: 14 anos.

 

 

Marcelo Yuka no Caminho das Setas

Um retrato do compositor Marcelo Yuka e todas as transformações pelas quais passou desde que ficou paraplégico após ser baleado durante um assalto em 2000.

Documentário – Brasil, 2011. Direção: Daniela Broitman. Duração: 95 min. Classificação: 12 anos.

 

 

 

Dino Cazzola – Uma Filmografia de Brasília

Acervo do material coletado pelo cinegrafista e produtor italiano Dino Cazzola, que registra Brasília desde o inicio de sua construção.

Documentário – Brasil, 2012. Direção: Andrea Prates, Cleisson Vidal. Duração: 71 min. Classificação: livre.

 

 

 

 

Em Nome de Deus

Baseado em fatos, o filme mostra o período em que Thérèse Bourgoin, funcionária de uma organização humanitária nas Filipinas, é sequestrada por engano com uma colega por um grupo extremista islâmico.

Drama – (Captive) França/Filipinas, 2012. Direção: Brillante Mendoza. Elenco: Isabelle Huppert, Mercedes Cabral, Maria Isabel Lopez, Joel Torre, Raymond Bagatsing. Duração: 120 min. Classificação: 16 anos.

Estreia no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.

 

O Manuscrito Perdido

A busca de um manuscrito perdido leva a um percurso de revisitação da história comum entre Brasil e Portugal, abordando as questões da sociedade contemporânea brasileira.

Documentário – Brasil/Portugal, 2010. Direção: José Barahona. Duração: 81 min. Classificação: 16 anos.

Estreia no Rio de Janeiro e em Palmas.

{lang: 'pt-BR'}

A História do Halloween

O Estranho Mundo de Jack, filme de animação dirigido por Henry Selick, produzido e co-escrito por Tim Burton que conta a história de Jack Skellington da “Cidade do Halloween” todo mundo conhece. Mas e o verdadeiro significado do Halloween e desse personagem que todos adoramos?

A palavra Halloween tem origem na Igreja católica. Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, “Todo o Dia de Buracos” (ou “Todo o Dia de Santos”), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro. O feriado era Samhain, o Ano novo céltico.

Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas – nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).

O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo. Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis. Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol. Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe’en.

Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte. Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.

Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).

Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.

O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passa ser conhecido como o Dia das Bruxas.

Travessuras ou Gostosuras?(Trick-or-treat)

A brincadeira de “doces ou travessuras” é originária de um costume europeu do século IX, chamado de “souling” (almejar). No dia 2 de novembro, Dia de Todas as Almas, os cristãos iam de vila em vila pedindo “soul cakes” (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha.

Para cada bolo que ganhasse, a pessoa deveria fazer uma oração por um parente morto do doador. Acreditava-se que as almas permaneciam no limbo por um certo tempo após sua morte e que as orações ajudavam-na a ir para o céu.

Abóboras e velas: Jack O’Lantern (Jack da Lanterna)

A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês. Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede. Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transforme em uma moeda. O Diabo concorda. Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz. Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro. Sem opção, o Diabo concorda. Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade. Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore. O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco. O diabo promete partir por mais dez anos. Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça. O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.

Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre. Tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada. Sem alternativa, vai para o inferno. O diabo, ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada. Mas, com pena da alma perdida, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando. Os nabos na Irlanda eram usados como seu “lanternas do Jack” originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos. Então Jack O’Lantern (Jack da Lanterna). na América passa a ser uma abóbora, iluminada com uma brasa.

Sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O’Lantern (Jack da Lanterna). Quem presta atenção vê uma luzinha fraca na noite de 31 de outubro. É Jack, procurando um lugar.

De acordo com o conto de povo, depois de Jack morrer, ele a entrada dele foi negada no Céu, por causa de seus modos de malvado, mas ele teve acesso também negado ao Inferno, porque ele enganou o diabo. Ao invés, o diabo deu a ele uma brasa única para iluminar sua passagem para a escuridão frígida. A brasa era colocada dentro de um nabo para manter por mais tempo.

Os nabos na Irlanda eram usados como seu “lanternas do Jack” originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos. Então o Jack O’Lantern (Jack da Lanterna), na América, era em uma abóbora, iluminada com uma brasa.

Bruxas

As bruxas têm papel importantíssimo no Halloween. Não é à toa que ela é conhecida como “Dia das Bruxas” em português. Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano, durante a mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro. Chegando em vassouras voadoras, as bruxas participavam de uma festa chefiada pelo próprio Diabo. Elas jogavam maldições e feitiços em qualquer pessoa, transformavam-se em várias coisas e causavam todo tipo de transtorno.

Diz-se também que para encontrar uma bruxa era preciso colocar suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de Halloween. Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!

A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros colonizadores. Lá, elas se espalharam e misturaram-se com as histórias de bruxas contadas pelos índios norte-americanos e, mais tarde, com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.

O gato preto é constantemente associado às bruxas. Lendas dizem que bruxas podem transformar-se em gatos. Algumas pessoas acreditavam que os gatos eram os espíritos dos mortos. Muitas superstições estão associadas aos gatos pretos. Uma das mais conhecidas é a de que se um gato preto cruzar seu caminho, você deve voltar pelo caminho de onde veio, pois se não o fizer, é azar na certa.

Halloween pelo mundo

A festa de Halloween, na verdade, equivale ao Dia de Todos os Santos e o Dia de Finados, como foi absorvido pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos, origem da festa. Os países de origem hispânica comemoram o Dia dos Mortos e não o Halloween. No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.

Espanha
Como no Brasil, comemora-se o Dia de Todos os Santos em 1º de novembro e Finados no dia seguinte. As pessoas usam as datas para relembrar os mortos, decorando túmulos e lápides de pessoas que já faleceram.

Irlanda
A Irlanda é considerada como o país de origem do Halloween. Nas áreas rurais, as pessoas acedem fogueiras, como os celtas faziam nas origens da festa e as crianças passeiam pelas ruas dizendo o famoso “tricks or treats” (doces ou travessuras).

México
No dia 1º comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.

O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é bastante comemorado no México. As pessoas oferecem aos mortos aquilo que eles mais gostavam: pratos, bebidas, flores. Na véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos cemitérios e as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a chegada dos mortos na madrugada.

Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com chocolate, marzipã e açúcar.

Tailândia
Nesse país, existe o festival Phi Ta Khon, comemorado com música e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda. Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens. A festividade acontece no primeiro dia das festas budistas.

 Alguns significados simbólicos

A abóbora: simboliza a fertilidade e a sabedoria

A vela: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.

O caldeirão: fazia parte da cultura – como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.

A vassoura: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.

As moedas: devem ser recolhidas no final da festa para serem doadas aos necessitados.

Os bilhetes com os pedidos, devem ser incinerados para que os pedidos sejam mais rapidamente atendidos, pois se elevarão através da fumaça.

A aranha - simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.

O morcego - simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.

O sapo - está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.

Gato preto - símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso

Cores:

Laranja - Cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.

Preto - Cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.

Roxo - Cor da magia ritualística.

E aí, achou interessante? Nós também!!! =) 

Mas lembrem-se, aqui não estamos querendo discutir religião, nem nada do tipo. ;) É só curiosidades! 

Fontes:

Folha de São Paulo

Estadinho (30/10/1999)

Guia dos curiosos http://www.guiadoscuriosos.com.br/

Site: ilove.terra

{lang: 'pt-BR'}