Resenha: 72 Horas para Morrer (Book Tour)

Sinopse: Pior do que conhecer um Serial Killer, é um Serial Killer conhecer você!

“O Carro pertence à sua namorada.”

Com essas palavras, Júlio Fontana, delegado da pacata cidade de Novo Salto, tem a vida transformada em um inferno. Pessoas próximas começam a ser brutalmente assassinadas, como parte de uma fria e sórdida vingança contra ele. Agora, Júlio terá que descobrir a identidade do responsável por esses crimes bárbaros, antes que sua única filha se torne o próximo nome riscado da lista. 72 Horas para Morrer é uma corrida frenética contra o tempo, que prenderá o leitor do início ao fim.

O livro é brutalmente tenso.

Quando comecei a leitura de 72 Horas para Morrer, achei que seria um livro previsível, mas logo no primeiro capítulo me surpreendi. O autor Ricardo Ragazzo te leva entre as palavras sem que você sinta o tempo transcorrer. O livro é objetivo e cheio de mistérios, além de envolvente e muito angustiante.

As descrições de cenas brutais e de muito terror ficam na mente como se eu estivesse presente na cena do crime.

A estória é recheada de tortura, sangue e morte e o melhor (pra mim…rs) é que o envolvimento durante a leitura é tão grande, que a corrida contra o tempo para chegar ao assassino nos leva a mergulhar dentro das páginas desse livro de tal forma que nos sentimos fazendo parte da trama.

Em muitos livros, torcemos ou buscamos nos identificar, de alguma forma, com algum personagem da estória, mas em 72 Horas para Morrer é bem difícil decidir que rumo tomar. Todos os personagens descritos na trama nos prendem e ao mesmo tempo, no primeiro momento de dúvida, os soltamos fácil. Acredito que isso tenha sido um jogo proposital do autor para deixar o leitor ainda mais confuso e apreensivo durante a leitura.

Não gosto de dizer detalhes do livro nas minhas resenhas, porque acredito que o que mais vale é aguçar a curiosidade, deixando para os leitores a descoberta sobre o desenrolar da estória.

72 Horas para Morrer é o tipo de livro que indico a quem procura sair da mesmice. E posso garantir que o suspense e a expectativa causados pelo autor não decepciona no final.

Fica a dica de leitura pessoal!

Até a próxima!

Livro: 72 Horas para Morrer
Autor: Ricardo Ragazzo
Editora: Novo Século
Ano: 2011
Páginas: 254

{lang: 'pt-BR'}

Novos posters de Jogos Vorazes: Em Chamas

Com a campanha de marketing da Lionsgate quase começando, dois pôsters da ‘Turnê da Vitória’ da continuação de Jogos Vorazes foram lançados, com Jennifer Lawrence e Josh Hutcherson. Veja as imagens abaixo.

Jogos Vorazes: Em Chamas começa com Katniss Everdeen voltando para casa sã e salva depois de ter ganho os 74º Jogos Vorazes com o outro tributo Peeta Mellark. A vitória significa que eles têm que deixar suas famílias e amigos próximos para embarcar numa ‘Turnê dos Ganhadores’ pelos distritos. No caminho Katniss sente que uma rebelião está começando, mas a Capital ainda está no controle enquanto o Presidente Snow prepara para os 75º Jogos Vorazes (o Massacre Quartenário) – uma competição que irá mudar Panem para sempre.

Fonte: Legião dos Heróis

{lang: 'pt-BR'}

Resenha: Os Coletores

“Um novo amanhã chegou para todos. Graças à milagrosa tecnologia dos artiforgs, você poderá ter acesso a quaisquer órgãos artificiais de que seu corpo precise. Praticamente indestrutíveis, essas pequenas maravilhas de metal e plástico são muito mais confiáveis e eficientes do que os rins falíveis e os pulmões facilmente sujeitos a câncer com que você nasceu – e a Credit Union terá o maior prazer em proporcionar a você um sistema de pagamento viável. Só é importante que, se você cair em inadimplência, um dos dedicados profissionais da companhia lhe fará uma rápida visita, extrairá o produto e o levará de volta imediatamente. Fígado, coração, rim, pulmão, pâncreas, o que seja.”

Os coletores é um livro com uma temática diferente e muito interessante. Imagine viver no futuro onde todos os órgãos poderão ser substituídos por máquinas que duram 200 anos ou mais. E mesmo assim, imagine acabar morrendo por conta de uma simples falta de pagamento? Pois é, se você não pagar o financiamento do seu coração, rim, bexiga etc. infelizmente a cobrança chega sem perdão pelos coletores responsáveis das marcas de seus órgãos adquiridos, e você pagará com a própria vida!

Na história conhecemos mais a fundo a vida de um dos coletores da organização The Union. Desde como ele conseguiu esse emprego ao seu dia a dia arrancando das pessoas aquilo que elas não podem pagar. A narrativa é contada em tempos diferentes, em forma de carta lembrando do passado e voltando ao presente e vice e versa, mas com um texto muito bem estruturado pelo autor Eric Garcia.

A leitura flui fácil e sem enrolação, o que é muito bom pra matar as nossas curiosidades.
O livro Os Coletores é recheado de cenas (na minha cabeça) fortes e de bastante impacto, ao mesmo tempo que é delicado e humano com lições sobre a vida e a morte.

“-Filho – ele disse -, nessa vida você vai trabalhar e se divertir. E quando os últimos dias chegarem, você vai olhar pra trás e descobrir que a vida foi apenas uma infinita sucessão de dias que remontam até a data de hoje. Mas se conseguir descobrir o que deve fazer da vida, aquilo que torna você quem você é, então provavelmente o jogo está vencido. Eu não descobri. A maioria dos homens não descobre. Você também não deve conseguir, mas o importante é tentar e jamais desistir, mesmo quando achar que está tudo acabado. Entendeu, filho?”

Achei interessante, também, o fato do autor pôr no final do livro como durou esse processo de escrita e também o de adaptação do livro para as telonas.

Eu ainda não assisti ao filme, mas logo o farei!

Espero que tenham gostado da resenha!

Até a próxima =)

Livro: Os Coletores
Autor: Eric Garcia
Editora: Suma de Letras
Páginas: 271

{lang: 'pt-BR'}

Resenha: A Hospedeira

“Melanie Stryder se recusa a desaparecer. Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo.

Quando Melanie, um dos humanos “selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente.

Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.”

Basicamente, a sinopse do livro deixa bem claro o conteúdo literário. Mas vou acrescentar o meu ponto de vista mesmo assim…rs. ;)

Eu sou apaixonada por histórias Pós-Apocalípticas, ainda mais se estas ocorrem por invasão alienígena. Por esse motivo digo, que apesar de ser incomum juntar romance com ficção científica, a Hospedeira é um livro que acertou bem no ponto. Nada ficou demais na história, tudo teve seu peso e o equilíbrio da narrativa ficou perfeito.

A história te prende no universo de Melanie e Peregrina, te fazendo pensar como seria ficar presa dentro do seu próprio corpo, sem ter como expressar absolutamente nada ao mundo exterior.  Todos os conflitos de uma sociedade subjugada aos modos de uma nova civilização em um planeta considerado nosso é absolutamente instigante. A luta pela sobrevivência é cansativa e muito perigosa, mas apesar de toda a exaustão de um amanhã incerto, a raça humana mostra a força e a garra pra continuar existindo. Gostaria muito que, se um dia acontece algo do tipo em nosso planeta, pudéssemos lutar com a vontade com que lemos nas histórias e vemos nos filmes. =)

De resto, prefiro que vocês mesmos leiam. Sei que existem pessoas que não gostam da Saga Crepúsculo, isso vai, realmente, do gosto de cada um. Mas, peço para que não tenham preconceitos com o livro “A Hospedeira” por se tratar de uma obra da autora Stephenie Meyer, pois a história é realmente diferente. Através das palavras da autora refletimos, muitas vezes, sobre o que é ou não é ‘ser humano’. Pois isso vai muito além da nossa compreensão.

Ainda mais que, Você nunca sabe quanto tempo vai ter.”

Espero que tenham gostado e boa leitura a todo!

Livro:  A Hospedeira
Autora: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Páginas: 557

 

{lang: 'pt-BR'}

Estreias da Semana nos Cinemas

Confira os filmes que chegam hoje (dia 18 de Janeiro) nas telonas.

Django Livre

Django (Jamie Foxx) é um escravo liberto que, sob a tutela de um caçador de recompensas alemão (Christoph Waltz), parte para encontrar e libertar a sua esposa (Kerry Williams) das garras do fazendeiro Calvin Candie (Leonardo DiCaprio). Indicado ao Oscar de filme, roteiro original, fotografia, edição de som e ator coadjuvante (Waltz).

Faroeste – (Django Unchained) EUA, 2012. Direção: Quentin Tarantino. Elenco: Jamie Foxx, Christoph Waltz, Leonardo DiCaprio, Kerry Washington, Samuel L. Jackson, Don Johnson, Kerry Williams, James Remar, Walton Goggins. Duração: 165 min. Classificação: 16 anos.

O Último Desafio

Um solitário xerife de fronteira (Arnold Schwarzenegger), ao lado de seus assistentes, tem a missão de impedir que um chefão do narcotráfico (Eduardo Noriega) em fuga pelos EUA chegue à fronteira mexicana em um super-carro, a 300 Km/h.

Ação – (The Last Stand) EUA, 2013. Direção: Kim Jee-woon. Elenco: Arnold Schwarzenegger, Forest Whitaker, Johnny Knoxville, Eduardo Noriega, Luis Guzmán, Jaime Alexander, Harry Dean Stanton, Zach Gilford, Rodrigo Santoro. Duração: 107 min. Classificação: 14 anos.

Amor

Um casal francês octogenário precisa ajustar sua rotina quando ela tem um derrame que limita seus movimentos e ele passa a viver em função dos cuidados médicos dela. Indicado ao Oscar de melhor filme, filme estrangeiro, diretor, roteiro original e melhor atriz (Emmanuelle Riva).

Drama/Romance – (Amour) França/Alemanha/Áustria, 2012. Direção: Michael Haneke. Elenco: Emmanuelle Riva, Jean-Louis Trintignant, Isabelle Huppert, Alexandre Tharaud, William Shimell. Duração: 127 min. Classificação: 14 anos.

Sammy: A Grande Fuga

Continuação da aventura da tartaruga marinha Sammy, que é capturada por humanos e levada para um aquário submarino. Com exibição em 3D.

Animação – (Sammy’s Avonturen 2) Bélgica, 2012. Direção: Vincent Kesteloot, Ben Stassen. Vozes: Wesley Johnny, Isabelle Fuhrman, Billy Unger. Duração: 92 min. Classificação: livre.

 

 

 

O Homem Mais Procurado do Mundo

Baseado na ação real da CIA, em parceria com os membros das forças especiais do exército dos EUA, para encontrar o terrorista Osama Bin Laden no Paquistão.

Ação – (Seal Team Six: The Raid on Osama Bin Laden) EUA, 2012. Direção: John Stockwell. Elenco: Cam Gigandet, Anson Mount, Freddy Rodríguez, Xzibit, Kathleen Robertson, Robert Knepper, Eddie Kaye Thomas. Duração: 117 min. Classificação: 14 anos.

Fonte: Omelete

{lang: 'pt-BR'}