Resenha: Fome

Terminei de ler “Fome”, segundo livro da série Gone, e achei simplesmente fantástico.

Como já era de se esperar as coisas estão ficando ainda piores em Praia Perdida.

“Já faz três meses desde que todos com menos de quinze anos ficaram presos na bolha conhecida como LGAR (Limitado à Garotada da Alameda da Radiação). Três meses desde que todos os adultos sumiram. Simplesmente desapareceram, deixando todo mundo preso numa área de 32 Km cujo o centro é uma usina nuclear e onde ao redor estão os restos do que um dia foi uma cidade normal.”

Nesse segundo volume da série, Sam Temple está cortando um dobrado pra conseguir não só manter a cidade em ordem, como também não deixar que ninguém morra de fome.

Pois, “Fome”, tema central deste livro, é vista como o pior dos inimigos. A comida está escassa e todos estão desesperados sem ter o que comer. Dentro desse universo totalmente novo vemos loucuras sendo feitas em troca de comida.

Seu café da manhã apressado tinha sido uma lata de couve em conserva. Era incrível o que as pessoas conseguiam comer quando tinham fome o bastante.”

“É, estou preocupado. Ontem à noite um garoto matou e comeu um gato. O tempo todo, enquanto ele me contava isso, ele estava chorando. Soluçando. Ele também tinha um gato. Ele gosta de gatos. Mas estava com tanta fome que agarrou o bicho e…”

Além de presenciarmos o caos em meio a tanta desgraça que acontece neste livro, ainda conhecemos um pouco mais a fundo alguns personagens e outros totalmente novos. Entre eles, o pior e mais maligno, conhecido como Escuridão, que se encontra nas profundezas de uma mina e aos poucos passa a ter domínio sobre as mentes do LGAR dificultando ainda mais a luta pela sobrevivência.

Durante toda a leitura me senti ansiosa e apreensiva, pois a narrativa nos prende de tal forma que fica difícil deixar de ler. Senti-me a da mesma forma de quando eu li o primeiro livro da série, Gone. O autor Michael Grant não nos deixa tempo para respirar, tudo acontece muito rápido e a tensão da leitura nos faz sentir em câmera lenta, como se estivéssemos entorpecidos.

Espero de verdade que esse livro um dia se torne filme, apesar do receio de que a história do mesmo possa ser estragada como já ocorreu com muitos.

Bom, de qualquer forma, é certo que não vejo a hora de ler o próximo livro desta série e ver como tudo se desenrola.

Livro: Fome
Autor: Michael Grant
Editora: Galera Record
Páginas: 529

 

{lang: 'pt-BR'}

Harry Potter ganha nova edição para colecionador no Brasil

A Editora Rocco anunciou uma edição para colecionador da série Harry Potter de J.K. Rowling. A caixa com os sete livros chega às livrarias em 24 de novembro.

Os volumes têm capa dura, ilustrações inéditas e tradução original de Lia Wyler. O formato é o mesmo das edições anteriores, 14 x 21 cm, e os livros vêm acondicionados em uma caixa colorida.

Harry Potter – Edição de Colecionador custará R$ 449,50.

Fonte: Omelete

{lang: 'pt-BR'}